Express Entry

O Express Entry é um sistema de imigração canadense criado para agilizar a seleção de trabalhadores qualificados de todo o mundo que desejam viver permanentemente no Canadá.

Por meio desse sistema, são gerenciados os três principais programas federais de imigração atuais:

  1. Federal Skilled Worker Program

  2. Federal Skilled Trades Program

  3. Canadian Experience Class (CEC)

 

Durante datas específicas, ao longo do ano, o governo canadense convida os candidatos com maior pontuação para aplicarem a residência permanente.

Logo, apenas os mais qualificados – ou seja, os que apresentam as pontuações mais altas – são chamados. Esses candidatos selecionados recebem um Invitation to Apply (ITA).

Diferenças básicas entre Federal Skilled Worker Program x Federal Skilled Trades Program x Canadian Experience Class

Tanto o Federal Skilled Trades Program quanto o Canadian Experience Class foram criados para beneficiar pessoas qualificadas, mas que também têm experiência de trabalho no próprio Canadá.

Por outro lado, o Federal Skilled Worker é o programa designado para candidatos com qualificações internacionais, mas que não possuem experiência de trabalho no mercado canadense.

Para determinar a elegibilidade e pontuação final, os candidatos devem passar por um processo de seleção.

 

Quais são os fatores de seleção do Express Entry?

Atualmente, o Express Entry reúne seis fatores de seleção, também conhecidos como fatores de capital humano:

  • Proficiência da língua (o exame mais aceito é o IELTS, mas pode ser o TOEFL iBT também. Aí é que entra toda a preparação do Centro Cultural Daniela Rosa)

  • Nível de formação educacional

  • Experiência de trabalho

  • Idade

  • Oferta de trabalho

  • Adaptabilidade

IMPORTANTE: o peso de cada fator varia de um programa do Express Entry Canadá para o outro.

Proficiência da língua inglesa e/ou francesa

Considerado o fator mais importante, afinal, trata-se da capacidade de saber se comunicar em uma das línguas oficiais do Canadá, a proficiência no inglês e/ou francês tem muito peso no processo.

Os pontos são distribuídos nas avaliações das habilidades: writing, reading, speaking e listening.

O teste mais aceito é o IELTS (pontuação mínima é 6 de 9 pontos), mas também pode ser o TOEFL iBT (pontuação mínima 65 de 120 pontos)

Nossa escola oferece todo o treinamento e material necessário, inclusive mais simulados, para aulas preparatórias com professores capacitados e certificados para tal. Faça uma avaliação de nível gratuitamente conosco.

Nível de formação educacional

Nesse fator, quanto maior o nível de formação, seja no Canadá ou no Brasil (mediante equivalência do histórico escolar e diploma), mais pontos o candidato recebe.

Experiência de trabalho

Em se tratando de experiência de trabalho no Express Entry, existem algumas regras com relação à qualificação do cargo, que podem somar pontos ao aplicante ou não. Outro fator importante é o tempo de trabalho no mesmo cargo.

Idade

No fator idade, o aplicante começa a perder pontos a partir dos 31 anos de idade. A pontuação vai decrescendo conforme os anos, atingindo sua pontuação mínima aos 45 anos. Aplicantes com 46 anos ou mais não pontuam por idade.

 

Oferta de trabalho no Canadá

Em alguns casos, como na categoria Skilled Trades, o candidato precisa já ter recebido uma proposta de trabalho válida de uma empresa canadense para se candidatar a esse programa.

Adaptabilidade

O candidato pode ganhar mais pontos se conseguir provar que tende a se adaptar facilmente à vida no Canadá. Abaixo, listamos os fatores de adaptabilidade que dão pontos para o Express Entry:

  • Nível de inglês/francês do cônjuge: 5 pontos

  • Estudou no Canadá no passado: 5 pontos

  • Cônjuge estudou no Canadá no passado: 5 pontos

  • Trabalhou no Canadá no passado: 10 pontos

  • Cônjuge trabalhou no Canadá no passado: 5 pontos

  • Oferta de emprego antes de chegar no Canadá: 5 pontos

  • Ter familiar no Canadá que seja residente permanente: 5 pontos

Comprehensive Ranking System (CRS) – Sistema de cálculo de pontuação

O Comprehensive Ranking System é o sistema usado para calcular a pontuação do potenciais candidatos.

A pontuação do CRS consiste na soma de um conjunto básico de fatores de capital humano (até 600 pontos), mais um conjunto de fatores adicionais acadêmicos, profissionais ou familiares (até 600). A pontuação máxima possível é de 1.200.

A fórmula CRS se baseia em quatro partes:

Fatores de capital humano: até 600 pontos 

1) Habilidades e fatores de experiência;

2) Fatores do cônjuge ou dos partidos de direito comum, como suas habilidades linguísticas e educação;

3) Transferibilidade de habilidades, incluindo educação e experiência de trabalho;

Fatores adicionais: até 600 pontos

 

4) Fatores acadêmicos, profissionais ou familiares:

  • Graus, diplomas ou certificados canadenses 

  • Uma oferta de emprego válida 

  • Uma nomeação de uma província ou território 

  • Um irmão ou uma irmã que vive no Canadá, que é cidadão ou residente permanente 

  • Habilidades fortes em francês 

Fatores de capital humano + Fatores adicionais = Pontuação total

Comprovação de fundos para o Express Entry

Além dos fatores de seleção acima citados, o candidato ao Express Entry também precisará comprovar que possui renda suficiente para se sustentar durante os seis primeiros meses no Canadá, caso consiga imigrar, de fato.

É importante destacar que para se tornar elegível no Express Entry não basta ter um bom perfil, mas também ter a capacidade de comprovar todas as suas qualificações por meio de documentos aceitos pelo governo canadense.

Rua Padre Odorico, 180 - Bairro São Pedro - Belo Horizonte, M.G. - Cep: 30330-040

Tel: (31) 3225-1880 / WhatsApp: (31) 98781-8018